Nossa estratégia

    
10in20

Como o Brasil contribui para o plano de crescimento da Visão 2020?

Como a Siemens vê no Brasil um grande potencial para crescimento, a expectativa da organização a respeito do desempenho da localidade é bastante alta. Até 2020, esperamos dobrar nossos volumes de negócios no país, por isso, criamos o programa de crescimento 10in20, uma abreviação para “R$10 bilhões em 2020”.   Para atingir esse crescimento, o planejamento estabelece os seguintes grandes objetivos:
  • 1. Alavancando negócios por meio da digitalização
  • 2. Oferecendo soluções de eficiência energética ampla
  • 3. Ampliando a oferta de serviços
  • 4. Desenvolvendo projetos com os clientes (cocriação)
  • 5. Desenvolvendo a geração de energia descentralizada
  • 6. Desenvolvendo a eletrificação da infraestrutura
  • 7. Ampliando a atuação em petróleo e gás

O sucesso na digitalização foi uma das maiores conquistas da Siemens em 2017. O grande destaque na área foi o lançamento do MindSphere, um siste­ma operacional aberto em nuvem ba­seado em Internet das Coisas capaz de coletar dados de máquinas e de outros dispositivos conectados e transformá -los em conhecimento e soluções.

 

A nova tecnologia, que explora o con­ceito de Internet das Coisas, permite ao cliente ter uma visão mais abran­gente de sua produção, antecipar pro­blemas, acelerar processos, aumentar o lucro e facilitar tomadas de decisões.

 

A digitalização também está presente nos processos da própria Siemens, em operações fabris e administrativas, e, além disso, é incorporada em todos os mercados em que a organização atua. A Chemtech, empresa do Grupo Siemens, por exemplo, já começou a oferecer soluções para a indústria nos setores de óleo e gás e de mineração e metalurgia por meio desta plataforma.

 

Os conceitos de eficiência energética e geração descentralizada também tiveram avanços com a efetiva consolidação das empresas Siemens Gamesa (joint-ventu­re da área de energia eólica), Guascor e Dresser-Rand, que foram integradas pelo Grupo Siemens no Brasil em 2016.

 

Com essas aquisições, a Siemens aprimora sua capacidade de competir nos segmen­tos de energia térmica e energias reno­váveis, sobretudo na geração eólica. Dois dos episódios que marcaram essa consoli­dação foram uma megaoperação da Guas­cor, que percorreu 25 mil km fluviais no Paraná para modernizar usinas na região, e o impacto do nosso portfólio de Digital Grid no mercado de Utilities. Hoje, o siste­ma elétrico brasileiro é referência mundial no alcance de uma população numerosa e dispersa por um enorme território. Por trás desse sistema, soluções inteligentes da Siemens permitem o gerenciamento em tempo real da geração e da trans­missão de energia. Com engenhosidade, contribuímos para que o Brasil tenha uma infraestrutura inteligente que assegure fornecimento de energia mais confiável.

A Importância da Digitalização

Como a Siemens está caminhando nessa direção

Com cerca de 24.500 engenheiros de software trabalhando em suas opera­ções ao redor do mundo, em torno de um milhão de ativos conectados e mais de 250 produtos digitais, entre serviços e aplicações industriais, a Siemens é uma das dez maiores empresas de sof­tware do planeta.

 

Nos últimos quatro anos, nossa empresa intensificou sua presença no setor. Pri­meiro, foi a divulgação da Visão 2020, que organizou os negócios da compa­nhia em torno das cadeias de eletrifica­ção e automação, tendo a digitalização como guia para o crescimento em mer­cados altamente dinâmicos.

 

Naquele mesmo ano, o Digitalization Roadshow percorreu vários países, in­clusive o Brasil, trazendo a um público de tomadores de decisão o cenário futu­ro em termos de energia, indústria e in­fraestrutura. A exposição interativa dei­xava claro que muito daquele universo futurista não só já era realidade, como muito rapidamente se tornaria tendên­cia nesses mercados.

 

Em 2017, a Siemens lançou no Brasil sua plataforma MindSphere, um siste­ma operacional aberto para Internet das Coisas (IoT), baseado em nuvem, que permite conectar máquinas e infraestru­turas físicas ao mundo digital e fornece, em tempo real, informações e análises valiosas sobre disponibilidade e perfor­mance de sistemas. Essa integração digi­tal possibilita a identificação precoce de problemas potenciais em plantas fabris e instalações, além do monitoramento de serviços em qualquer lugar do mun­do, reduzindo paralisações (downtime) pela otimização de programas de ma­nutenção preditiva e viabilizando novos modelos de negócio.

 

Ao estruturar seus negócios tendo a digitalização como base, a Siemens se posiciona em sintonia com as deman­das atuais e se coloca pronta para o futuro. Hoje, bilhões de equipamentos e máquinas geram uma enorme quanti­dade de dados, criando uma ponte en­tre os mundos real e virtual. Transfor­mar essa grande quantidade de dados em valor será cada vez mais um fator crítico de sucesso para nossos clientes. E estamos preparados para isso.

Indicadores GRI - G4: 2 • 13

Download do Relatório em PDF

Nesse relatório você tem acesso aos dados de desenvolvimento dos negócios da Siemens, além de outras informações relacionadas às nossas atividades financeiras no ano de 2017.