imprensa

Imprensa

Trabalho 4.0: Óculos de dados inteligentes auxiliam a produção
  • Conclusão bem sucedida do projeto de pesquisa em óculos de dados interativos
  • Testes práticos iniciais bem-sucedidos nas fábricas da Siemens em Fürth e Amberg

A Realidade Aumentada (RA) chegou ao local de trabalho: Nos últimos três anos, um consórcio de seis empresas e instituições presididas pela Siemens vem pesquisando o uso da RA na indústria. O objetivo do projeto, conhecido como Glass @ Service, é poder usar óculos de dados inteligentes como sistemas de informações personalizados, combinando-os com novos tipos de interações, como controle de olhos e gestos, e serviços de TI inovadores. Os primeiros testes práticos nos processos reais de produção e logística foram concluídos com sucesso.

 

A digitalização está cada vez mais sendo sentida nas indústrias. Em algumas áreas, principalmente ao reequipar máquinas e selecionar pedidos, os funcionários ainda estão trabalhando com impressões, imprimindo estoques de etiquetas para marcar material e gravando laboriosamente todos os dados no sistema de controle de estoque no final do processo.

 

Por esse motivo, investigações estão sendo realizadas já há vários anos para avaliar até que ponto a RA poderia ser usada nessas áreas. No entanto, foi somente agora que os componentes tecnológicos necessários para isso, como micro-monitores, eletrônicos do controlador, câmeras 3D e sensores, se tornam suficientemente sofisticados para que possam ser combinados para formar uma interface homem/máquina inovadora e foram integrados ao o cenário de TI de uma fábrica. "A Siemens gostaria de ter um papel ativo na transformação dessa mudança no local de trabalho desde o início", explica Frank-Peter Schiefelbein, da Siemens Corporate Technology, braço da Siemens no projeto Glass@Service.

 

Os testes práticos foram realizados na fábrica de eletrônicos da Siemens em Amberg e na fábrica de Fürth. O software do sistema de RA precisava ser especialmente adaptado às demandas de cada um. Na logística, a principal preocupação é fornecer aos funcionários auxílios à orientação do armazém na forma de dispositivos vestíveis e identificar, marcar e processar os produtos online sem erros no sistema de controle de estoque. Ao reequipar ou manter as máquinas, os óculos de dados podem fornecer assistência inestimável, mostrando cada etapa do trabalho no visor e apoiando o funcionário enquanto ele opera as máquinas. Os movimentos oculares são capturados com uma câmera de rastreamento ocular. Portanto, é possível interagir com o sistema através de controle específico da linha de visão e, por exemplo, rolar através de uma folha de dados ou ativar botões virtuais.

 

O Bundesanstalt für Arbeitsschutz und Arbeitsmedizin (BAuA - Instituto Federal Alemão para Segurança e Saúde Ocupacional), o Instituto Fraunhofer de Eletrônica Orgânica, Feixe Eletrônico e Tecnologia de Plasma FEP Dresden e Dioptic GmbH, Ubimax GmbH e Uvex Arbeitsschutz GmbH também participaram do projeto de pesquisa com a Siemens. O Glass @ Service foi financiado pelo Ministério Federal Alemão de Economia e Energia.

 

As possíveis aplicações de RA nas fábricas da Siemens estão sendo acompanhadas por projetos internos que devem produzir frutos produtivos em médio prazo. Outros projetos de pesquisa devem ser seguidos no futuro, para que outras áreas de aplicação de realidade aumentada em manufatura e serviços possam ser investigadas com base nas experiências até o momento.

Contato para imprensa:

 

In Press Porter Novelli

Fábio Suzuki

Tel.: +55 11 4871-1493

E-mail: fabio.suzuki@inpresspni.com.br

 

Jordan Fraiberg

Tel.: +55 11 3323-3829

E-mail: jordan.fraiberg@inpresspni.com.br

 

Lúcia Calasso

Tel.: +55 11 3323-1548

E-mail: lucia.calasso@inpresspni.com.br

 

 

Siemens Brasil

Comunicação Corporativa - Imprensa

Priscilla Garcez

Tel.: +55 11 98996-2610

E-mail: priscilla.garcez@siemens.com

 

Sobre a Digital Industries:

A Digital Industries (DI) da Siemens é líder em inovações de automação e digitalização. Colaborando com parceiros e clientes, promove a transformação digital nas indústrias de processo e manufatura discreta. Com seu portfólio de soluções para a indústria digital, fornece à empresas de todos os portes um conjunto completo de produtos, soluções e serviços para integrar e digitalizar toda a cadeia de valor. Otimizado para atender às necessidades específicas de cada setor, o portfólio exclusivo da DI ajuda os clientes a obter mais produtividade e flexibilidade. A DI constantemente adiciona inovações ao seu portfólio para integrar futuras tecnologias de ponta. Com sua sede global em Nuremberg, na Alemanha, tem cerca de 78 mil funcionários no mundo inteiro.

 

Sobre o Grupo Siemens no Brasil

A Siemens está presente no Brasil há cerca de 150 anos e faz parte de um conglomerado global de tecnologia que se destaca pela excelência em engenharia, inovação, qualidade, confiança e internacionalidade por 170 anos. A Siemens globalmente atua com foco nas áreas de eletrificação, automação e digitalização. Uma das maiores produtoras mundiais de tecnologias voltadas à eficiência energética e à economia de recursos, a Siemens é líder no fornecimento de soluções eficientes de geração e de transmissão de energia, pioneira em soluções de infraestrutura, automação, drives e softwares para a indústria. Por meio da Siemens Healthineers, sua subsidiária listada na bolsa de valores, a empresa também é uma provedora líder de equipamentos médicos de imagem - como tomografia computadorizada e sistemas de imagem por ressonância magnética - e líder em diagnósticos laboratoriais, bem como em TI clínica.

 

As primeiras atividades da empresa no Brasil datam de 1867, com a instalação da linha telegráfica pioneira entre o Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul. Em 1905, ocorria a fundação da empresa no País. Ao longo de sua história no Brasil, a Siemens contribuiu ativamente para a construção e para a modernização da infraestrutura. Hoje, os equipamentos e sistemas da Siemens são responsáveis por 50% da energia elétrica gerada nacionalmente, 30% dos diagnósticos digitais por imagem realizados no Brasil e estão presentes em 2/3 de todas as plataformas offshore brasileiras projetadas nos últimos 10 anos. Atualmente, a empresa Siemens conta com 13 fábricas e sete centros de Pesquisa e Desenvolvimento espalhados por todo o território nacional.