BASF

Entre as mais tradicionais empresas do setor químico do mundo, a BASF percebeu o benefício de incorporar soluções digitais em seu já tradicional Complexo Químico na cidade paulista de Guaratinguetá.

Descrição do projeto

Nessa jornada de digitalização, a companhia empreendeu uma completa revitalização em uma das unidades do complexo, projetando diversos ganhos, desde a redução de custos até a otimização de processos internos.

O Complexo Químico da BASF em Guaratinguetá (SP) é a maior unidade da empresa na América do Sul. Dali saem produtos para mais de 1.500 aplicações, como soluções de proteção de cultivos, metilato de sódio, matérias-primas para adesivos, resinas, tintas, detergentes, cosméticos, soluções para o mercado automotivo, entre outros. Na unidade em que foi desenvolvido o projeto, é produzido um fungicida para o controle de doenças em frutas e hortaliças.

 

Com o objetivo de atualizar o antigo sistema de controle dessa unidade, a BASF procurou a Siemens, que desenvolveu o projeto em parceria com o cliente. Em vez de simplesmente sugerir a troca do sistema por uma solução atualizada, o projeto promoveu a evolução de todo o processo para um novo patamar, incluindo ferramentas de digitalização na unidade.

A base para essa verdadeira mudança de paradigma foi o software de engenharia integrada COMOS, da Siemens. A solução digital realizou um mapeamento de todas as atividades e codificou todos os processos da planta. A partir desse mapeamento, foi possível desenvolver um Gêmeo Digital da unidade para facilitar toda a gestão das linhas de produção e também futuras atualizações com o uso de novas tecnologias.

 

Essa característica do projeto tornou-se particularmente estratégica porque, no local, ocorrem cerca de 500 alterações no processo por ano, informações que antes não eram registradas, mas que agora são fornecidas de maneira fácil aos gestores e técnicos do Complexo, por meio da digitalização e da rastreabilidade dos dados.

 

Uma segunda parte do projeto de digitalização envolveu a integração da plataforma COMOS com o sistema de controle distribuído SIMATIC PCS 7, que gerou ganhos em engenharia a partir da coleta de todas as informações dos processos.

 

A Siemens também foi escolhida pela BASF para otimizar a distribuição de energia dessa unidade industrial. A solução escolhida para a função foi o Process Bus, que digitaliza os sinais analógicos da rede a partir da utilização de fibra ótica em substituição aos cabos de cobre, possibilitando assim a transmissão de dados para os dispositivos de proteção do sistema através de protocolo de comunicação normatizado.   

 

Com essa aplicação, é possível reduzir substancialmente os custos do empreendimento com materiais e serviços, principalmente em cabeamento e engenharia de projeto elétrico. A solução da Siemens também gera ganhos de produtividade por diminuir o tempo de parada das atividades em projetos já existentes. Ao substituir os cabos de cobre por fibra ótica, há também uma grande diminuição na utilização de materiais na unidade, contribuindo com o meio ambiente, ao reduzir as emissões de carbono.

Além de integrar o Complexo Químico da BASF às soluções da Indústria 4.0, o projeto de digitalização gerou benefícios voltados à sustentabilidade. Todos os documentos de engenharia ‘As Built’, que antes eram gerados e arquivados em papel, passaram a ter todas essas informações digitalizadas e tudo centralizado em uma única base de dados digital: o COMOS. Agora, todos os documentos de engenharia passam a ser “As Is”, gerando mais segurança e reduzindo os riscos para o nosso cliente.”
Emerson Antonio, Gerente de Automação da BASF América do Sul
Estamos investindo em tecnologia para digitalizar a rede elétrica do Complexo Químico de Guaratinguetá e a solução Process Bus da Siemens nos traz diversos benefícios em relação à otimização das atividades e inteligência no sistema, ao possibilitar o monitoramento à distância. São ganhos que nos levaram a ser pioneiros no uso dessa tecnologia na indústria.”
Waldemilson Muniz, Gerente de Energias e Utilidades da BASF

Conheça mais sobre as soluções utilizadas no projeto