Coca-Cola aumentando eficiência energética

Menos desperdício, menor consumo de água e menos emissões – usando um sistema de gestão de energia, a fábrica da Coca-Cola em Edelstal, na Áustria, agora pode realizar análises detalhadas de seu consumo de recursos e energia. O objetivo é reduzir ainda mais sua pegada de carbono.

Um das principais prioridades da Coca‑Cola HBC Austria é fabricar marcas de bebidas mundialmente famosas e de alta qualidade, de acordo com a demanda do mercado. “Uma prioridade igualmente importante é utilizar os recursos de maneira responsável e fabricar nossos produtos da maneira mais ecológica e eficiente possível em termos de carbono”, diz a Environment Manager Theresa Fleischberger.

Para reduzir seu consumo de recursos como água e energia, a empresa investiu muito nos últimos anos – por exemplo, em novas máquinas e sistemas como uma moderna linha de alta velocidade. A nova linha enche 45.000 garrafas de vidro por hora, ou seja, mais de doze garrafas por segundo.

Uma das instalações de engarrafamento mais rápidas do mundo

Além de ser uma das linhas mais rápidas do mundo, também é notavelmente eficiente em termos de energia. Graças às novas linhas e ao aumento do uso de ar para limpar as garrafas antes do enchimento, a quantidade de água consumida pela produção foi significativamente reduzida.

 

Além disso, a empresa já substituiu o primeiro compressor de alta pressão para as máquinas de moldagem por sopro nas linhas de PET. De acordo com o Especialista em Manutenção Martin Surda, o novo compressor consome entre cinco e oito por cento menos eletricidade, dependendo das condições operacionais e da utilização da capacidade.

Cem por cento da eletricidade que alimenta a usina é de fontes renováveis. Embora a economia não tenha impacto adicional na pegada de carbono, “ainda é importante melhorar continuamente nossa eficiência energética”, explica Fleischberger.

 

Isso é parcialmente motivado pelos custos, porque o preço da eletricidade e de outros combustíveis aumenta constantemente. Ao mesmo tempo, a usina consome gás natural além de eletricidade, o que significa que a economia no consumo total de energia também afeta a pegada de carbono.

Fontes de energia renovável

Analisando o consumo de energia das linhas

A Coca‑Cola HBC Austria já acompanha o sucesso de suas medidas de economia de energia na Edelstal com a ajuda de seu próprio sistema de monitoramento de energia. Esse sistema registrou dados de produção e consumo e tornou possível analisar e comparar o consumo de energia de linhas individuais – mas Surda ainda achava que suas opções eram extremamente limitadas.

.

A fábrica da Coca-Cola em Edelstal começou a usar o Sistema Simatic WinCC V7 da Siemens para visualizar dados de produção. Em seguida, o Simatic Energy Manager Pro para gestão de energia. “Ficamos particularmente impressionados com a flexibilidade e escalabilidade da solução”, diz Surda.

Novo sistema de gestão de energia

Em apenas dois meses, a gestão de energia da Edelstal foi transferido para o novo sistema, que incluiu a integração de vários consumidores coletados por Dispositivos de medição de energia Sentron PAC.

 

Os dados de consumo são coletados por um SP e depois transferido para Simatic Energy Manager Pro. Além dos dispositivos de medição de energia elétrica, também são integrados no sistema medidores de vazão para registrar o consumo de água.

Gestão interna de energia

Após o treinamento da Siemens, a equipe liderada por Fleischberger e Surda agora pode configurar e operar o sistema de forma totalmente independente. Atualmente, mais de 100 pontos de dados para medir o consumo de energia e 17 pontos de dados para o consumo de água estão integrados ao sistema e são consultados uma vez por minuto. Os dados adquiridos estão vinculados aos dados de produção do sistema ERP, o que permite uma análise detalhada do consumo de energia e da eficiência energética de cada produto individual produzido.

 

Relatórios em não mais de uma hora

Novas análises e painéis também podem ser criados a qualquer momento e com pouco esforço, diz Surda. “Agora podemos gerar novos relatórios em não mais de uma hora. Costumávamos contratar programadores externos para fazer isso por nós, e como resultado as mudanças às vezes levavam uma semana ou até mais. Agora podemos fazer tudo sozinhos.

 

Um benefício adicional do Simatic Energy Manager Pro é que os usuários também podem visualizar os dados por meio de um cliente da Web – o que é especialmente vantajoso para Fleischberger, que trabalha a maior parte da semana em Viena.

Podemos determinar o consumo e os custos exatos de cada linha e de cada produto. Considero essa transparência um importante benefício do novo sistema.
Theresa Fleischberger, Environment Manager na Coca‑Cola HBC Austria

Maior conscientização ambiental

Até os colaboradores da produção agora podem se manter informados sobre o consumo atual de energia. “Isso amplia a conscientização sobre o assunto. Cada colaborador pode contribuir para aumentar a eficiência energética e ver seu sucesso refletido nos números”, afirma Fleischberger. “Além disso, os números aos quais temos acesso são muito mais detalhados. Podemos determinar o consumo e os custos exatos de cada linha e de cada produto. Considero essa transparência um importante benefício do novo sistema.”

 

No total, essas medidas permitiram à Coca‑Cola HBC Austria, em Edelstal, reduzir suas emissões de CO2 para 17,5 g por litro de bebida produzida em 2019 – 50% a menos do que em 2010.

Opção para manutenção imediata do sistema

Surda também planeja usar as informações do Simatic Energy Manager Pro para melhorar a manutenção do sistema e evitar perdas de energia. “Entre outras coisas, queremos identificar quando vazamentos ou outros problemas começam com base em medições de vazão e consumo de energia no fornecimento de ar comprimido. Isso nos permitirá atender os sistemas prontamente e de uma maneira que economize dinheiro e recursos.”

 

Além disso, o gerente de energia da Edelstal está prestes a ser expandido. Em 2020, os seis compressores de alta pressão na rede de ar comprimido também serão integrados ao sistema. Esses compressores geram ar a uma pressão de 36 bar usada para formar garrafas PET a partir de preformas.

“Podemos então otimizar os processos para consumir menos energia – por exemplo, reduzindo o tempo de manutenção da máquina e alinhando os compressores com a nossa demanda. Como essas seis unidades são responsáveis por cerca de 20% do nosso consumo de energia, o potencial de economia é imenso”, afirma Surda.

A eficiência dos recursos aumentar ainda mais

“Com o Simatic Energy Manager, podemos definir metas de economia e provar a relação custo-benefício das medidas de eficiência nas áreas de água e energia”, diz Fleischberger. O plano é continuar melhorando a eficiência de recursos na fábrica da Coca-Cola em Edelstal, com a ajuda do novo sistema de gestão de energia.

Operando em uma área de 355.000 metros quadrados, a Coca-Cola HBC Austria fabrica a maioria das bebidas vendidas pela Coca-Cola na Áustria, em sua sede na Edelstal. Nas dez linhas de produção da fábrica, as marcas mundialmente famosas Coca‑Cola, Fanta e Sprite são fabricadas em vários tamanhos e embalagens e em garrafas de vidro e PET. A água mineral de Römerquelle é engarrafada na mesma instalação e também preenchida em uma variedade de embalagens de PET e vidro.

 

Abril de 2020

Assine a nossa newsletter

Mantenha-se atualizado o tempo todo: Tudo o que você precisa saber sobre eletrificação, automação e digitalização.