Curto-circuito: o que é, como acontece e como evitar

Os curtos-circuitos são problemas comuns em instalações elétricas, mas que podem ser facilmente evitados. Em sua definição no dicionário, o termo curto-circuito se refere a conexão de baixa resistência entre os pólos de um dispositivo elétrico ou eletrônico, capaz de causar a passagem de um excesso de corrente, provocando

sérios problemas. Mas como um curto-circuito acontece na prática? E o que pode ser feito para evitar que isso aconteça? Respondemos essas e outras dúvidas sobre o tema abaixo.

O que provoca um curto-circuito?

Para entender o que provoca um curto-circuito, é importante saber que ele representa o caminho mais curto que uma corrente elétrica realiza entre os dois terminais de uma fonte de tensão. A corrente percorre o que chamamos de circuito elétrico, que é composto por geradores, resistores, receptores, capacitores e

indutores interligados por um fio condutor, responsável por permitir a passagem de cargas elétricas pelos dispositivos do circuito.

 

Dessa maneira, quando a corrente elétrica que deve passar pelo fio condutor e chegar no ao seu destino final atinge uma intensidade muito elevada, somada a um circuito pequeno ou danificado, ocorre um superaquecimento dos condutores, resultando no curto-circuito. Assim, os aparelhos, máquinas ou instalações conectadas a esse circuito elétrico comprometido param de funcionar instantaneamente, e muitas vezes, comprometendo de maneira irreversível seu funcionamento.

Quais elementos compõem um circuito elétrico?

Apesar de formados por elementos variados com diferentes funções, todos os circuitos elétricos possuem componentes essenciais em comum: geradores, condutores elétricos, carga, resistores elétricos, condensadores, indutores elétricos e dispositivos de controle e de segurança. Vamos entender um pouco mais sobre cada um deles a seguir.

 

●    Geradores: são responsáveis por transformar diferentes formas de energia, como a do vento, do calor ou do vento, em energia elétrica. Sua principal função é gerar tensão e provocar uma diferença de potencial entre os terminais dos circuitos elétricos, de modo que a corrente elétrica possa fluir.

 

●    Condutores elétricos: são fios feitos de um material condutor, como cobre ou alumínio, que funcionam como meios de transporte que conduzem a corrente elétrica até a carga.

 

●    Carga: o destino final da corrente elétrica, a carga é responsável em transformar a energia elétrica em outras formas de energia para que sejam aproveitadas pelo usuário, como luz, calor, vento, velocidade.

 

●    Resistores: seu papel é ocasionar uma queda de tensão segura, limitando a passagem de corrente pelo circuito para ajustar a corrente para uma determinada carga.

 

●    Condensadores: são utilizados tanto para armazenar cargas, quanto para estabilizar o fluxo de elétrons no circuito, comumente usados em aparelhos e circuitos que necessitam de alta carga.

 

●    Indutores elétricos: também conhecidos como bobina, os indutores são dispositivos elétricos passivos capazes de armazenar energia criada em um campo magnético formado por uma corrente alternada (CA).

 

●    Dispositivos de controle e de segurança: usados para medir tensão elétrica e o fluxo da corrente elétrica, e interromper a corrente caso ela exceda o limite de segurança, respectivamente.

Tipos de circuitos elétricos

A fim de prevenir curtos-circuitos ou compreender porque esse tipo de problema pode ocorrer, é importante também saber que existem diferentes circuitos elétricos.

 

Nos circuitos elétricos em série, por exemplo, os elementos são conectados no mesmo fio e só há um caminho para a passagem da corrente elétrica. Ou seja, todas as cargas são ligadas em sequência. Por esse motivo, a corrente elétrica é igual em todos os elementos do circuito.

 

Já nos circuitos em paralelo, existem pelo menos dois caminhos em que a corrente elétrica pode fluir. Como o próprio nome diz, as cargas são ligadas em paralelo uma com a outra, garantindo que o sistema continue funcionando mesmo quando uma das cargas para de funcionar.

 

Os circuitos mistos são uma junção dos dois anteriores e possuem três ou mais cargas ligadas em partes no formato de série e paralelo.

Como identificar um curto-circuito?

Além de causar incêndios, danos materiais e riscos à vida, alguns curto-circuitos podem ser silenciosos, mas igualmente prejudiciais, fazendo com que equipamentos funcionem de maneira incorreta, desgastando o circuito a longo prazo e gerando altos custos na conta de luz.

 

Portanto, alguns sinais são importantes na hora de identificar a presença de um curto-circuito, como: disjuntores que desarmam constantemente, cheiro forte de queimado, tomadas manchadas na cor preta, lâmpadas que queimam rápido demais antes de completarem seu tempo de vida útil, queda constante de

energia, aumento da conta de luz.

Como prevenir um curto-circuito?

Para evitar problemas em instalações elétricas é imprescindível realizar manutenções regularmente e apostar em equipamentos de qualidade. Além disso, algumas atitudes no dia a dia são fundamentais. Evitar sobrecarregar tomadas e a fiação, não criar emendas ou conexões sem materiais apropriados, verificar

tomadas antes de conectá-las a máquinas ou dispositivos, escolher extensões seguras e apostar em disjuntores modernos são os principais pontos para ficar livre dos curtos-circuitos.

Aconteceu um curto-circuito, e agora?

Após um curto-circuito, o primeiro passo é descobrir o ponto do circuito elétrico que causou o problema. Para isso, conhecer quais instalações e tomadas estão em cada circuito da sua casa ou empresa é essencial. Desligar os aparelhos da tomada e verificar os fusíveis é outro passo importante. Em alguns casos mais simples, realizar a troca do fusível e religar os aparelhos na voltagem correta basta. Porém, se o curto aconteceu em alguma parte da instalação elétrica, o importante é encontrar pontos de sobrecarga para solucionar o problema.

Disjuntores para proteção máxima de máquinas e instalações

Paradas de planta e curtos-circuitos podem não ser apenas custosos, mas também podem gerar perdas de qualidade na produção. Para garantir proteção máxima para equipamentos e equipes, o disjuntor-motor SIRIUS 3RV2 oferece a proteção ideal ao atuar de forma confiável em três diferentes casos. No caso de um curto-circuito – corrente > 13x a corrente nominal - os relés de curto-circuito isolam a partida de motor defeituosa do barramento de alimentação em apenas alguns milissegundos.

 

Maiores danos, causados por incêndios, por exemplo, podem ser evitados. O disjuntor-motor possui um mecanismo de operação com intertravamento para fechamento / abertura manual, a ser usado, por exemplo, durante a execução de reparos.

 

A proteção de sobrecarga isola a carga da fonte de alimentação se ela estiver operando com uma sobrecorrente por um certo tempo. O desligamento é baseado em uma característica específica de corrente por tempo. Isso evita possíveis danos à carga e ao sistema. A proteção de sobrecarga também opera em caso de falta de fase ou desequilíbrio entre fases.

 

Conheça o portfólio completo de disjuntores Siemens pelo link:

https://tinyurl.com/yjympjrw

Segurança em primeiro lugar

Seja em instalações residenciais, industriais, data centers e aeroportos, a distribuição de energia segura e eficiente deve cumprir requisitos cada vez mais rigorosos. Com base em instalações cada vez mais automatizadas, novas tecnologias e normas mais rígidas, a Siemens desenvolveu um portfólio completo de

produtos de última geração, complementados por ferramentas de planejamento e dados de engenharia.

 

Os componentes inteligentes interligados Siemens ajudam a proteger pessoas, cabos e instalações contra os riscos relacionados à eletricidade. Projetados para atender aos mais exigentes requisitos, nossos dispositivos de proteção oferecem funções de proteção e formas de integrar os dispositivos em ambientes de automação e coletar dados de energia, fornecendo assim uma base técnica para uma fonte de alimentação segura e eficiente.

 

Conheça o portfólio completo pelo link: https://tinyurl.com/pd4y53jb

Assine nossa Newsletter

Mantenha-se atualizado o tempo todo: tudo o que você precisa saber sobre eletrificação, automação e digitalização.