Cibersegurança é prioridade

Com a conectividade cada vez mais presente nas nossas vidas e aumentando a competitividade dos negócios, como é possível se proteger das ameaças virtuais e garantir a continuidade das operações?

A confiança de que a segurança dos dados e dos sistemas em rede está garantida é um elemento-chave da transformação digital pela qual as empresas passam atualmente. Os danos que os cyber-ataques podem causar são grandes: espionagem, tentativas de chantagem, falhas de operação e interferência na prestação de serviços de órgãos governamentais, empresas fornecedoras de eletricidade e outras utilidades.

 

Por isso, em uma época de negócios cada vez mais conectados, é essencial investir em soluções de cyber-segurança para garantir a proteção de dados das empresas e clientes e a operação contínua em indústrias e provedores de serviço. Essas soluções podem ter vários “tamanhos”: pacotes de software que garantem que a segurança esteja sempre atualizada, métodos de autenticação para acesso às máquinas e aos equipamentos conectados, e até monitoramento contínuo para identificação de ataques cibernéticos em tempo quase real para acionar contramedidas tão cedo quanto possível.

 

Nós entendemos bem o quanto a digitalização industrial é importante para o futuro e para o presente. Em uma indústria 4.0, o maquinário e os estoques estão conectados e permitem a análise remota e em tempo real de cada parte do processo. Essa conectividade, porém, torna cada parte vulnerável a ataques – e a corrente só é tão forte quanto seu elo mais fraco.

 

Atualmente, a Siemens emprega cerca de 1.300 especialistas em segurança cibernética, o que nos dá grande capacidade de proteger nossos clientes (e nós mesmos) com produtos e sistemas seguros. Além disso, os sistemas de segurança cibernética estão entre as “Tecnologias Essenciais da Empresa”; ou seja, áreas de tecnologia e inovação que são de maior importância estratégica e por meio das quais a Siemens está se esforçando para desempenhar um papel tecnológico de liderança.

 

Charter of Trust

A cibersegurança é prioridade na Siemens e nossos produtos, sistemas e serviços protegem os dados e equipamentos dos clientes com tecnologia de ponta. No entanto, sabemos que não é possível carregar a responsabilidade pela segurança digital do mundo inteiro na era da hiperconectividade. Por isso, em 2017, a Siemens criou o Charter of Trust, documento assinado por empresas e governos que tem três objetivos: proteger dados de indivíduos e empresas; evitar danos a pessoas, empresas e infraestruturas e despertar a confiança de que o mundo digital pode crescer.

 

A carta se apoia em dez princípios-chave:

 

  • posse de segurança cyber e da IT;
  • responsabilidade em toda a cadeia de fornecimento digital;
  • segurança por padrão;
  • usuário no centro;
  • inovação e co-criação;
  • educação;
  • certificação para infraestruturas críticas e soluções;
  • transparência e resposta;
  • estrutura regulamentada; e
  • iniciativas conjuntas.

 

Com isso, a Siemens guia suas ações para garantir a proteção do bem mais valioso do futuro: seus dados.

Quer saber mais?

Fique atualizado o tempo todo: tudo o que você precisa sobre transição energética, automação e digitalização! 

Receba nossa Newsletter com as principais notícias.

Inscreva-se agora!