Moscou e St. Petersburg: uma viagem ainda mais rápida

Mais de 1 bilhão de euros no projeto que promete durar os próximos 30 anos. A Siemens Mobility e a Sinara Group vão potencializar a ferrovia mais veloz da Rússia.

Em parceria com a Sinara Group, a Siemens Mobility celebrou esse ano um acordo para a entrega de 13 trens Sapsan de alta velocidade à Russian Railways em conjunto com um serviço de manutenção da ferrovia.

 

Os trens da Sapsan circulam em duas linhas de alta velocidade de Moscou para St. Petersburg e Níjni Novgorod. Os novos veículos vão permitir que a Russian Railways (RZD) aumente a frequência de tráfego na rota Moscou - St Petersburg de 15 para 18 trens por dia em cada direção, e de um a três trens por dia em cada direção na rota Moscou - Nizhny Novgorod.

 

O fornecimento que custou 513,5 milhões de euros busca proporcionar o conforto dos passageiros e otimizar a disponibilidade de trens. Os veículos devem ser entregues de setembro de 2022 a julho de 2023 e as partes assinaram o contrato para manutenção do material circulante durante o período de 30 anos.

 

O segundo acordo fornece a manutenção dos trens da Sapsan durante sua vida útil (30 anos). Este serviço está avaliado em 583,1 milhões de euros. Além da manutenção, a Siemens Mobility e o Sinara Group desenvolverão um centro de engenharia conjunto na Rússia. Ele será focado na engenharia, serviços e desenvolvimento de design, consultoria  e manutenção para produzir um material circulante inovador na Rússia, incluindo os trens de alta velocidade capazes de rodar até 400 quilômetros por hora.

 

Com a criação de um novo centro, as partes se unirão na criação de novos tipos de trens de alta velocidade. A instalação também permitirá que a Russian Railways instrua seus funcionários para a manutenção de veículos dessa categoria.

SAPSAN é a frota de trens de alta velocidade desenvolvidos pela Siemens, baseados na plataforma Siemens Velaro. O nome "Sapsan" significa falcão-peregrino em russo. Esses veículos foram adotados no medidor russo (1.520 milímetros) e operam em temperaturas extremas (variando de -40 a +40 graus Celsius).

 

A Russian Railways opera a frota da Sapsan desde 2009. A empresa possui 16 trens para dez vagões desse tipo. Eles foram fabricados em 2007-2014 nas instalações da Siemens em Krefeld, Alemanha. As unidades estão equipadas com o sistema nacional de controle de trens da Rússia e podem transportar cerca de 550 passageiros.

 

“O fato de a RZD confiar na Siemens Mobility pela terceira vez na expansão de sua frota de alta velocidade reflete o forte desempenho de nossa plataforma Velaro, que aumenta valor de forma sustentável ao longo de todo o ciclo de vida, aprimora a experiência do passageiro e otimiza a disponibilidade. O Velaro já provou sua confiabilidade na Rússia, depois de cobrir mais de 50 milhões de quilômetros de frota desde 2009 ”, disse Sabrina Soussan, CEO da Siemens Mobility.

Quer saber mais?

Fique atualizado o tempo todo: tudo o que você precisa sobre transição energética, automação e digitalização! 

Receba nossa Newsletter com as principais notícias.

Inscreva-se agora!