Por que pegamos mais resfriados durante o inverno?

Quando as folhas das árvores começam a cair, há incidência de resfriados e picos de gripe. Normalmente, culpamos dias de chuva, temperaturas negativas ou colegas espirrando por todo o escritório. No entanto, a causa subjacente está diretamente ligada ao clima interno - e, felizmente, isso é algo que podemos controlar.

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), os resfriados comuns, cientificamente conhecidos como influenza, são a principal razão pela qual as crianças deixam a escola e os adultos deixam de trabalhar. A cada inverno 5-15% da população é infectada. 
 

Há várias explicações tradicionais para esses períodos de pico, incluindo a deficiência de vitamina D. Essa vitamina é conhecida por ter um forte efeito direto em nossos corpos. No entanto, pesquisas clínicas recentes mostram que o aumento da dose de vitamina D não afeta significativamente a resistência à influenza.
 

Outra explicação frequentemente ouvida é que passamos muito mais tempo em ambientes fechados durante as estações frias, aumentando as taxas de infecção. Casas, escritórios, supermercados, transporte público etc. estão tão cheios de pessoas quanto de vírus. Durante o tempo frio, esses vírus prosperam em ambientes fechados. Mas o que realmente está acontecendo aqui?

O ar seco interno fornece condições ideais para a transmissão de vírus

Tossir e espirrar cria um aerossol de gotículas cheias de vírus. O ar seco fornece condições ideais para os vírus sobreviverem nessas pequenas gotas de água; e para piorar a situação, o ar seco também faz essas gotículas encolherem muito pequenas, para que elas permaneçam flutuando no ar por muito mais tempo. Esses dois efeitos significam que os vírus são muito mais facilmente inalados por outras pessoas nas proximidades do espirro quando o ar interno está seco.

O clima interno perfeito não é muito seco, nem muito úmido

No inverno, o ar externo que entra nos edifícios já está bastante seco. Em seguida, fica ainda mais seco pelo sistema de aquecimento interno, criando condições perfeitas para os vírus sobreviverem por um longo tempo no ar, levando às maiores taxas de transmissão de vírus. Embora resfriados e gripes estejam naturalmente associados às estações do ano, agora podemos minimizar doenças e absenteísmo dos funcionários, monitorando e controlando a umidade.

 

A umidade é geralmente medida como umidade relativa (UR). Representa a porcentagem de vapor de água no ar. No inverno, a umidade relativa do ar pode cair para menos de 30%, enquanto no verão a umidade é geralmente muito maior, geralmente acima de 70%. A boa notícia é que, controlando a umidade relativa entre 40 e 60%, a transmissão de resfriados e gripes pode ser reduzida em até 70%.

Para saber mais sobre o controle de umidade, bem como o portfólio saudável de produtos para clima interno da Siemens, consulte este link - aqui.

 

Fontes:

 

20-01-2019 
Créditos da imagem: Hoxton / Gettyimage

Assine a nossa newsletter

Mantenha-se atualizado o tempo todo: Tudo o que você precisa saber sobre eletrificação, automação e digitalização.