Sistemas de tratamento de água: um recurso valioso para o ambiente

Os sistemas de tratamento de água apoiam os ecossistemas na fauna e flora, mantêm as pessoas saudáveis através da prevenção de transmissão de doenças e protegem e criam oportunidades de recreação.

 

Hoje em dia as águas pluviais e de esgotos domésticos nas cidades são transportadas para Estações de Tratamento de Água Residual (ETAR’s) na mesma rede de condutas. Uma vantagem destes sistemas é que a água de escoamento, que por vezes está poluída com petróleo, pesticidas ou fertilizantes, é purificada antes de ser libertada para a natureza, sendo isto uma boa notícia para a natureza e para o meio ambiente.

 

Outra das vantagens da exisitência de ETAR’s é a de receberem toda a água proveniente da atividade doméstica - da cozinha, da higiene pessoal, lavagem de roupa ou loiça – que é encaminhada para os esgotos sanitários e captada nas ETAR’s onde, depois de vários tratamentos, é devolvida aos rios e oceanos, iniciando assim uma nova etapa no ciclo hidrológico.

 

Apesar de ser um tratamento biológico, pode ainda assim trazer vários odores nas zonas circundantes à estação. Por isso, através da beneficiação da linha de lamas e do aumento da capacidade de elevação numa ETAR para este mesmo processo preliminar no tratamento de águas, faz-se o confinamento das zonas de maior produção de odores com direto benefício para os habitantes nas áreas circundantes.

Uma fábrica de água que beneficia Lisboa e Loures

A rede de saneamento de Lisboa serve 2,4 milhões de habitantes e recebe, por segundo, mais de cem mil litros de água residual que é depois tratada e devolvida ao Tejo. As „fábricas de água“ não são hoje meramente uma instalação de tratamento de águas residuais, mas permitem transformar e reutilizar água que é cada vez mais usada, por exemplo, na agricultura, em lavagem de ruas, etc.

 

A ETAR de Beirolas, localizada na Zona Norte do Parque das Nações, é uma das mais recentes estações de tratamento de águas residuais da cidade de Lisboa. Inaugurada durante a pandemia, esta “fábrica de água” serve os Municípios de Lisboa e Loures e descarrega o efluente tratado na bacia do Tejo. Esta instalação agora modernizada tem um impacto positivo na vida de mais de 214 mil habitantes, uma vez que permite diminuir os odores nas zonas circundantes e aumentar a capacidade de tratamento de água proveniente destas habitações.

Água limpa e tratada com tecnologias eficientes e sustentáveis

O impacto positivo das ETAR’s extravasa a região em que estão implantadas e são um instrumento essencial no controlo de riscos para a saúde pública e para a prevenção de poluição dos recursos hídricos. A contaminação aquática pode ter um impacto nefasto na fauna e flora, mas também ao nível das atividades económicas e sociais ou recreativas. Tratar a água para a poder devolver ao meio ambiente é por isso de importância crucial.

 

A eficiência no processo de tratamento da água é uma das prioridades desta indústria que enfrenta atualmente um dos seus maiores desafios: tornar as operações o mais eficientes e económicas possível. 

 

Na ETAR de Beirolas, adjudicada ao consórcio SUEZ-Ecociaf, a Siemens teve um papel importante no aumento da eficiência e da digitalização desta instalação. A energia é um dos custos mais significativos para uma estação de tratamento de água. Este tipo de instalação funciona continuamente para oferecer aos utilizadores o melhor serviço possível. Para o conseguir, é crucial adotar tecnologias que possam reduzir o consumo de energia, garantindo simultaneamente a máxima eficiência operacional para o equipamento utilizado.

Ao recolher e analisar a informação do equipamento instalado como os sistemas de automação, quadros elétricos ou variadores de velocidade, estes podem fornecer sugestões sobre como melhorar a instalação como um todo.

 

Um excelente exemplo são os sistemas de controlo de processo SIMATIC S7, interligados através de um sistema de gestão como o SIMATIC Energy Manager Pro com o qual é possível gerir eficientemente a energia consumida em qualquer estação. A informação processada pode ser analisada de forma simples e intuitiva utilizando qualquer dispositivo em que a aplicação Siemens Energy Manager tenha sido instalada.

 

Outra característica importante das ETAR’s é a ampla distribuição de sistemas ao ar livre, tais como estações de bombagem, torres de água ou poços que têm de ser contínua e fiavelmente monitorizados a partir de um centro de controlo. O telecontrolo destas instalações assegura a ligação de todos os sistemas distribuídos na estação. Para tal são analisados e utilizados dados de cada unidade de forma a garantir o cumprimento dos exigentes requisitos impostos à segurança deste tipo de instalações. A digitalização facilita a interligação dos sinais de controlo de cada torre de água, poço ou estação de bombagem garantindo a segura monitorização e um controlo fiável de todos os dados na ETAR.

A Siemens tem soluções customizadas para sistemas de abastecimento de água potável, tratamento de águas residuais e dessalinização capazes de assegurar tanto uma elevada segurança de abastecimento como uma utilização responsável da água como recurso essencial para a vida.

 

Em Portugal a Siemens tem já uma vasta experiência em projetos desta natureza, tendo participado em várias modernizações ou construções de ETAR’s como a do Louriçal, Lordelo, Chaves ou a de Paço de Sousa.