FINANCE TRAINEE PROGRAM: Chegou a 5ª edição

A Siemens é uma empresa tecnológica, com soluções para a área da indústria, infraestruturas, edifícios, mobilidade, serviços partilhados e tecnologias de informação. Mas porque nem só de pão vive o Homem, a área financeira é também uma parte essencial da Siemens, como de qualquer empresa.

Com uma comunidade de mais de 600 profissionais na área financeira, o Finance Trainee Program nasce da vontade de atrair talento jovem nesta área para a empresa. A Siemens tem uma grande tradição de integração de colaboradores através de estágios e o desenvolvimento deste programa vem dar resposta a um crescimento relevante das atividades.

 

Este programa de estágio já contou com mais de 50 participantes ao longo das suas 4 edições. Ao longo do programa, conheceram as diferentes áreas de negócio, tiveram contactos com diversas realidades, participaram em programas transversais, e aprenderam com os profissionais que compõem a comunidade financeira da Siemens.

 

Na 5.ª edição, estarão disponíveis 14 vagas, que se destinam a recém-licenciados das áreas de Finanças, Gestão, Economia e Contabilidade. O período de candidaturas para o Finance Trainee Program termina a 18 de fevereiro.

 

A título de curiosidade, no ano comercial passado, a Siemens recrutou 160 estagiários, para diversas áreas da empresa, tendo uma taxa média de retenção de 78%.

Para uma visão mais aprofundada do programa, estivemos à conversa com Margarida Alves, Country Business Unit Controller e sponsor do Finance Trainee Program.

- Que perfis procuram para integrar este programa?

Procuramos perfis financeiros e, acima de tudo, jovens talentos com muita vontade de aprender e de partilhar os seus conhecimentos e experiências.

- Quais os soft skills que valorizam nos candidatos?

Os soft skills mais valorizados são a capacidade de trabalhar em grupo e de partilha de conhecimento.

A Siemens tem uma cultura de inovação, sustentabilidade e diversidade e este programa permite a colaboração em temas que vão muito além da área financeira.”

- Qual o saldo que faz de todas as edições deste programa?

O saldo é muito positivo e com um índice de satisfação e retenção muito expressivo.

 

O sucesso das últimas edições levou-nos a olhar para o programa com mais ambição, envolvendo os participantes em novos desafios e promovendo uma maior partilha de experiências. 

Recolhemos também a perspetiva de Filipa Cardoso, Trade Finance Advisory Professional e ex-participante da 3ª edição do Finance Trainee Program.

- Porque te candidaste ao Finance Trainee Program?

Candidatei-me por considerar a Siemens uma empresa de referência não só a nível nacional, como internacional. Para além disso, a estrutura do Finance Trainee Program pareceu-me ser a forma ideal de iniciar o meu percurso profissional.

- O que aprendeste?

Tive a oportunidade de aprender sobre todo o universo Siemens, bem como de pôr em prática a teoria que já trazia dos meus estudos. Para além disso, consegui expandir o meu conhecimento sobre áreas com as quais ainda não tinha tido contacto, nomeadamente os projetos em que a Siemens está envolvida.

- Qual era a tua expectativa? Foi correspondida?

A minha expectativa era pôr em prática os conhecimentos adquiridos durante o meu percurso académico e aprender mais sobre o mundo financeiro e sobre a realidade Siemens. Não só esta expectativa foi correspondida, como superada em diversos pontos.

- Porque escolheste continuar na Siemens após o fim do programa?

Escolhi continuar na Siemens não só porque o Finance Trainee Program correu bem, mas também porque me permitiu estar em contacto com o mundo financeiro, o que era o meu objetivo. Para além disso, surgiu também a possibilidade de ingressar noutra equipa dentro da Siemens, mais próxima do meu interesse e objetivo de carreira profissional.

É possível crescermos dentro a própria empresa cumprindo os objetivos que temos para a nossa vida profissional.”

- Que recomendação/dica podes dar às pessoas que se querem candidatar a esta nova edição?

A melhor recomendação que posso dar é absorver todo o conhecimento que seja possível retirar de cada pessoa com quem se trabalhe e que, mesmo quando algo não corre bem no nosso trabalho do dia a dia, conseguimos (e devemos) sempre tirar o lado bom de cada situação. Podemos sempre aprender qualquer coisa, especialmente nas situações que nos correm menos bem. 

 

 

 

 

 

Ainda estás na dúvida se este é o melhor caminho para ti? Então temos mais 3 testemunhos para te convencer!